Infelizmente não efetuamos envios para o seu país.

veja os nossos destinos de envio

O nosso Servicenter está novamente disponível amanhã a partir das 09h00. Envie-nos um e-mail.

Inflite AL 9.0
Excelente

Avaliação do ciclista Rogério Matos (modelo 2014)

Página do produto »
  • Durante a época de Ciclocross de 2013/2014 a Canyon cedeu o recente modelo Inflite AL 9.0, que correu Portugal e Espanha durante os meses de dezembro de 2013 e janeiro de 2014. O Rogério Matos é atleta federado de Ciclocross, na categoria de Master 30, tendo obtido um elevado número de pódios durante a presente época. Deixamos aqui a sua avaliação sobre esta máquina.

Canyon Inflite AL 9.0 – Uma máquina com garra

Está terminada a minha temporada de Ciclocross 2013/2014. Dezembro e Janeiro foram dois meses repletos de corridas, repartindo por provas entre Portugal e Espanha, onde contei com a ajuda da Canyon Inflite AL 9.0 para procurar os melhores resultados.
 
Sendo uma máquina completamente nova e desconhecida para mim, a adaptação à mesma acabou por correr da melhor forma possível, sentindo-me perfeitamente habituado á sua geometria e comportamento num curto espaço de tempo.
Como qualquer bicicleta, esta tem os seus pontos fortes e menos fortes, mas no cômputo geral esta Inflite surpreendeu-me claramente pela positiva!
 
Muito ágil em circuitos mais técnicos e “revirados” e equipada com um grupo de transmissão Shimano Ultegra fiável, extremamente eficiente e preciso, aliado a um quadro muito rígido, estes são sem dúvida os pontos fortes que destaco desta bicicleta.
 
De salientar também os pontos inovadores que a mesma possui, com um espigão aberto a meio, que mesmo causando algumas dores de cabeça no inicio, acabou por depois de comportar muito bem e demonstrar o conforto que procurava trazer a esta bike.
Trata-se do VCLS Post 2.0, uma das inovações patenteadas da Canyon. Um espigão em fibra de carbono e basalto, que oferece um maior conforto e amortecimento, e está isento de manutenção. Para além do recuo dos carris do selim, o próprio espigão possui um recuo de 2cm e avanço de 1 cm.
 
Em termos de travões, a novidade dos discos veio trazer alguma controvérsia ao meio do Ciclocross a este respeito. Equipada com um conjunto de funcionamento mecânico, esta Canyon comportou-me também à altura neste aspecto, apesar de deixar denotar que este é um componente sobre o qual não nos podemos distrair muito na sua manutenção em corridas com muita lama, para que esteja sempre a funcionar a 100%.
 
Aspectos a rever na minha opinião têm a ver com a pintura, nomeadamente os grafismos, que principalmente na zona do quadro que fica em contacto com o nosso corpo quando corremos com a bicicleta ao ombro, começam a deteorar-se e os pneus a utilizar, pois os Schwalbe Rocket Ron são bastante propícios a furos…
 
Em suma e tendo em conta o preço a que é comercializada esta bicicleta, não tenho dúvidas de que será dos melhores compromissos preço/qualidade/eficiência/competitividade existentes no mercado, pois trata-se de facto de uma grande bicicleta de Ciclocross.
 
Deixo o meu agradecimento à Canyon por me ter permitido competir com esta máquina ao longo destas dez corridas e já agora que um destes dias apresentem este modelo equipado com um quadro em carbono, que lhe permitirá ser ainda mais competitiva através da redução do seu peso.
 
Podem encontrar mais detalhes sobre esta máquina no seguinte link:
 
href="http://www.canyon.com/_pt/roadbikes/bike.html?b=3199#tab-reiter2">Inflite AL 9.0

Excelente companheira de competição!