Devido à alta demanda, os prazos de entrega são mais prolongados do normal. Lê mais
Mar 21, 2021 Canyon.com

O que é o Gravel Racing?

Mar 21, 2021 Canyon.com

O gravel racing foi do zero a herói em apenas poucos anos, atraindo tanto profissionais como amadores. Mas o que o torna tão emocionante?

O que é o Gravel Racing? Gravel racing é emocionante e exigente

O que é o gravel racing?

Em apenas alguns anos, o gravel racing passou de um cenário underground para uma disciplina popular que atrai profissionais e amadores. Mas o que é e por que é tão emocionante?

Quilómetros intermináveis em terrenos que alternam constantemente e tudo sem um carro à vista, o gravel racing reúne a resistência de longa distância em estrada com a habilidade técnica e a determinação pura das maratonas no ciclismo de montanha. Graças a melhores bicicletas, itinerários arriscados, partidas em massa e as raras oportunidades para os amadores enfrentarem os profissionais, rolar sobre a gravilha é cada vez melhor.

O básico

Gravel racing (corridas em gravilha) é exatamente o que o nome indica. É uma corrida de bicicleta que fundamentalmente leva os ciclistas a caminhos de gravilha, mas um caminho de gravilha pode ser muitas coisas diferentes. Quando os ciclistas se inscrevem para um Gran Fondo, podem ter quase a certeza de que a maior parte do evento será em pavimento. Quando um ciclista de montanha se inscreve para uma corrida Enduro, as probabilidades vão para conduzir em trilhos, mas numa corrida de gravilha as superfícies alternam constantemente.

Alternar entre pavimento, gravilha grossa, terra solta e, ocasionalmente, até mesmo uma singletrack, faz com que a escolha da bicicleta certa para uma corrida em gravilha nem sempre seja uma escolha óbvia. Torna-se ainda mais difícil quando consideramos que corridas famosas como a DK e a Trans Iowa têm mais de 300 quilómetros de extensão.

...mas porquê?

Uma razão: Não existem carros. Qualquer um que passe muito tempo a treinar nas estradas precisa de uma pausa do trânsito. Para se prepararem adequadamente para uma corrida em gravilha, os ciclistas precisam de passar muito tempo a percorrer trilhos batidos. Ir para a floresta por um caminho tranquilo entre as árvores é um descanso bem-vindo após quilómetros no asfalto com sibilantes sorvedouros de combustível a passar perto.

As corridas também constituem um novo e singular desafio. Desde pneus furados a desviadores avariados, um percurso de gravilha difícil pode causar sérios problemas mecânicos. Sem apoio externo, os ciclistas têm de manter as suas bicicletas a funcionar, o que muitas vezes significa recorrer às ferramentas para realizar alguma manutenção a meio da corrida. Têm que se preocupar com a hidratação e a nutrição, e, por vezes, até mesmo com a navegação. As corridas em gravilha podem ser um desafio logístico difícil de completar e desse esforço adicional advém um tipo especial de recompensa. Para não mencionar que algumas corridas em gravilha dão aos amadores de off-road mais experientes a oportunidade de competir face a face ou mesmo de bater profissionais de estrada WorldTour.

As corridas em gravilha também exigem que os ciclistas ponderem muito sobre a melhor configuração para a sua bicicleta. Encontrares o teu pneu favorito, o selim ideal e o melhor guiador pode fazer toda a diferença ao longo de uma corrida em gravilha e isso torna a escolha do equipamento certo particularmente importante. Correr mais de 300 quilómetros em terreno difícil e acidentado requer uma configuração bem pensada e um tipo especial de bicicleta.

Bicicletas recomendadas

Bicicletas de Gravel

Loja de bicicletas

O equipamento

Desde as bicicletas de montanha rígidas, às máquinas de estrada endurance, até à nova geração de bicicletas de gravel, a escolha da bicicleta certa depende da corrida específica e do teu estilo de condução. Conduzir uma bicicleta de montanha pura como a Exceed ou a Dude pode ser a opção mais confortável num percurso difícil, mas os pneus extra largos tornam mais difícil manter o ritmo e ser competitivo. Por outro lado, bicicletas de estrada endurance como a Endurace são mais rápidas quando a estrada é mais lisa, mas se o percurso se tornar acidentado, qualquer coisa mais estreita do que pneus de 33 mm torna-se desconfortável à medida que os quilómetros se acumulam.

Entra na bicicleta de gravel. Na maioria das vezes, bicicletas como a Grail parecem-se muito com uma bicicleta moderna de ciclocrosse ou de estrada, mas possuem algumas diferenças importantes que as tornam mais adequadas para gravel racing. As bicicletas de gravel possuem tipicamente um ângulo da caixa de direção mais fechado e uma distância entre eixos mais longa. Isto torna as bicicletas mais estáveis ao percorrer em velocidade terrenos técnicos. A geometria também é razoavelmente vertical, dando ênfase ao conforto sobre a aerodinâmica global. Dito isto, as bicicletas de gravel de nível superior, como a Grail CF SLX, utilizam rodas aerodinâmicas de secção alta e perfis de tubo de carbono otimizados para melhorar a eficiência aerodinâmica.

Embora haja muita variedade em termos de abordagem, a maioria das bicicletas de gravel modernas proporcionam alguma forma de amortecimento para proteger as tuas mãos em dias de percursos longos e difíceis. Por exemplo, a Grail utiliza um guiador e avanço integrado de dois andares que emprega as propriedades flexíveis do carbono para absorver vibrações e melhorar o conforto dos punhos durante a condução.

Quase todas as bicicletas de gravel vêm equipadas com travões de disco hidráulicos. Estes proporcionam maior potência de travagem e melhoram a modulação dos travões relativamente aos travões tradicionais. Os travões de disco também funcionam melhor em condições molhadas, lamacentas e poeirentas porque os rotores possuem uma maior distância ao solo do que os travões de aro e são melhores a proteger do pó e detritos. Os travões de disco também tornam mais fácil a instalação de pneus mais largos numa bicicleta. Acima de tudo, as bicicletas de gravel tendem a ter espaço para pneus mais largos.

O que é o gravel racing? O que é o gravel racing?

Pneus

Quer estejas a correr para vencer ou a divertires-te a experimentar algo novo, a escolha do pneu é fundamental. Demasiado largo e vais mover-te muito devagar, demasiado estreito e os teus dentes vão bater enquanto andas por um caminho de tábuas de lavar. Embora alguns ciclistas hardcore tenham competido com pneus de 28 mm, o padrão emergente para pneus de gravel está entre os 35 e os 45 mm, com alguns pneus ocasionalmente a chegarem aos 50 ou 60 mm de largura. Pneus mais largos oferecem múltiplas vantagens para os ciclistas de gravel. Pneus de 40 mm de largura, como os Schwalbe G-Ones na Grail, proporcionam uma condução mais confortável sobre caminhos irregulares. O maior volume de ar do pneu permite uma melhor absorção dos impactos e amortece pequenos ressaltos. A borracha mais larga também melhora a tração sobre superfícies irregulares e soltas. Uma área de contacto mais ampla e um perfil com tacos significa que o pneu agarra melhor o piso, especialmente ao curvar.

Estás pronto para experimentar a tua primeira corrida em gravilha? Ou talvez queiras melhorar o teu equipamento para seres mais competitivo? Temos uma secção inteira dedicada a bicicletas de gravel, bem como todos os acessórios que necessitas. Boa sorte lá fora!

Se te inscreves à nossa Newsletter estás a aceitar a nossa Política de proteção de dados pessoais .


Artigos relacionados

A carregar o conteúdo
Viewport: 
Loading...